Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Miserável primeira parte!?...

Caluniando e sujando este ou aquele jogador, o treinador!?... Fazendo funerais ao Samaris, ao Pizzi (os mais visados)! Os piores do mundo!...

Era a análise da malta do café bancada na pausa para o intervalo... nervos, muitos nervos. Rostos fechados e ainda assim muito desabafo escondido e guardado.

Não nego, estava apreensivo, mas apesar do último lugar na classificação, relembrava-os que o Tondela era só o "colosso" que empatou com os dois gremios rivais, esta época!... e a época passada... áááh pois! Tondela que na primeira volta vendeu-nos bem cara a derrota.

Mas classificar a primeira parte de miserável?... longe disso!

Foi uma primeira parte muito difícil... o Benfica complicou, não teve muita arte e engenho para desbloquear o jogo, mas mérito, muito mérito ao Tondela. Fechou, trancou todos os caminhos para o golo.

Primeiro estacionou o autocarro, depois ganhou confiança e foi subindo e pressionando cada vez mais longe da sua área defensiva, e apesar de tudo não foi das equipas mais nojentas nos jogos do Benfica a abusar do anti-jogo.

 

Grande segunda Parte!? Fantástica!!!

Mesmo à Benfica! Grande jogo do Zivkovic, temos craque, super craque, um fora de série!... Pirlo transmontano, Pizzi patrão, dono do meio-campo, o homem do jogo, batam continência ...Grande entrada de Sálvio que revolucionou o jogo...

Rui Vitória, esteve bem, brindou os jogadores com um valente raspanete ao intervalo, mexeu inteligentemente na equipa,...  ganda áá mister!

Era a análise da malta do café bancada no final do jogo.

Pulos de alegria, gritos de vitória, animação, excitação e empolgação.

Após um intervalo de pouco mais de dez minutos, da raiva e frustação extrema à euforia.

 

Benfiquistas, METAMORFOSEANDO-SE (creio que a palavra existe), após as ocorrências narradas ao longo de cada parte.

 

Não cedemos à pressão do "boi jorge sousa", vitória alcançada, os números têm a relativa importância que cada qual queira dar, o mais importante daqui até o final do campeonato, é somar triunfos, atrás de triunfos... esquecer os "quinzeazero" e as "notas artísticas"!

Faltam 16 jogos, 9 em casa, 7 fora! Muito para sofrer!

Tanta importância, tem os valentes calduços que malta distribuiu pelo Rafa. Devia levar mais! Demorou demasiado tempo a exercer o direito a apanhar os calduços. Após a estreia ( e que estreia) a marcar pelo Glorioso, Habemos Ketchup, Rafa?

Desejo também que o Zivkovic se esforçe rapidamente para ser recompensado com os calduços da malta.

 

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:28


7 comentários

De Corvo a 22.01.2017 às 22:04

Isto só prova que o nosso futebol não é tão mau como o consideram lá fora.
A nossa Liga joga bom futebol e as equipas portuguesas têm muito valor. Hoje se uma equipa de topo quiser ganhar tem de dar corda às chuteiras e não descansar sobre o estatuto.
Em minha opinião a nossa Liga deveria figurar entre as quatro melhores da Europa. Depois da Espanha, Inglaterra e Alemanha não vejo país com melhor futebol do que o nosso.
Mas com maior ou menor dificuldade, voa imparável a Águia rumo ao tetra.
saudações desportivas.

De Ao Colinho do Isaías a 23.01.2017 às 10:34

Caro Corvo,

Temos boas equipas no nosso campeonato, mas isso não significa que tenhamos campeonato que justifique mais de, no máximo, 14 clubes numa I Liga.

Sei que isso afectaria muitos que se alimentam do futebol, mas uma redução drástica de primo-divisionários iria trazer mais e melhor competição e espectáculo futebolistico. O jogo do pontinho tenderia a acabar, pois seriam precisas mais vitórias para um clube se manter e só os clubes com condições e massa adepta se conseguiriam aguentar por mais tempo nessa I Liga.

Cumprimentos,
A.do Isaías

De BENFICA365 a 23.01.2017 às 11:14

Catorze!?... Meu caro!
Não estará a exagerar?
Da minha parte, apontava 10 mínimo, 12 máximo de equipas numa I liga nacional!

Existem demasiados parasitas, demasiados faraós no dirigismo desportivo, a viver à custa do futebol, dos clubes e principalmente da paixão dos adeptos pelo futebol.
Saudações Gloriosas!

De Ao Colinho do Isaías a 23.01.2017 às 11:21

Eu tenho defendido o mesmo, caro Benfica365, um campeonato com 10 equipas, a quatro voltas: 36 jogos - logo, concordo consigo. Imagine uma época com quatro de cada um dos clássicos e em que cada uma das equipas participantes se via forçada a procurar pontos!

Com 10 equipas no escalão principal, a II Liga teria grupos (divididos por região?) e um playoff à Inglesa.

Indiquei 14 no máximo, é certo, mas esse também não é, para mim, o número ideal de equipas para uma I Liga de Portugal.

Abraço!
A.do Isaías

De Pinheirinho a 23.01.2017 às 11:51

para mim o campeonato nacional jogava-se a 20 clubes profissionais, a segunda liga a 24 clubes e a terceira liga(sim, criava uma terceira liga para os melhores clubes da terceira divisão) a 24 clubes.
da primeira liga desciam 4, da segunda liga subiam 4, os 3 primeiros e uma liguilha entre os posicionados entre o 4º e o 7º lugar. da segunda desciam 4 no mesmo sistema.
porque é que defendo tantos clubes?
simples, porque este país é muito pequeno, as viagens entre um ponto e outro de autocarro são rápidas e não percebo porque razão o pessoal está sempre a querer reduzir e dividir o pais em zonas e mais não sei quê!
olham para o CNS ou liga prio ou lá como se chama hoje, 10 séries? com equipas a passearem nas suas séries, onde a competição é nula, mas depois apuram-se para a fase de campeão e levam abadas, retirando hipoteses a outras que falham esse apuramento por serem 3º numa série forte ou 4º.
para quê, para poupar uns trocos em deslocações?
Quanto aos estádios vazios o problema vem de muito longe, em Portugal não se gosta de futebol, gosta-se do Benfica, sporting e porto, os outros ão paisagem.
não atraem publico, não vendem cativos, não angariam sócios, não conseguem ser sequer o melhor clube da rua apesar de estarem na primeira ou segunda liga.
não pensam no futuro da equipa, só no agora, não investem na formação (esse sim um erro crasso os nossos campeonatos nacionais na formação)
querem exemplos?
o Oriental e o Atlético aqui de Lisboa são clubes com planteis séniores na segunda liga, mas em Juniores, Juvenis e Iniciados andam nas divisões mais baixas do distrital, não conseguindo assim angariar jogadores de qualidade para as suas formações séniores, recorrendo depois à contratação tornando o futebol sénior ainda mais caro, o que leva a bilhetes caros logo menos publico.
não sei como funciona noutros sitios, mas em Lisboa um bilhete não sócio para um jogo da distrital custa 5 Euros (a sério 5 Euros e é assim que querem publico)
Lembro-me de à uns anos pagava 120 Euros pelo meu redpass(o mais barato era o de claque na sagres custava 75),
o cativo mais barato do Leiria custava 120 e eu ter dito, esta gente é doida 120 Euros o mais barato para um estádio vazio que tem 3 jogos grandes por época? eu pago 120 e tenho 17 jogos grandes por época.
ao que me respondeu um gajo do Leiria, porque é que achas que aqui se paga 120? somos 100 cativos só nós rendemos 12.000 Euros se baixassem para 60 seriamos 200 ou mais mas a direcção não pensa no numero de pessoas mas sim no dinheiro garantido..
como digo, o problema não é o publico é o preço que o publico paga e a forma como a maioria dos clubes trata o publico.

De BENFICA365 a 23.01.2017 às 12:31

Caro Pinheirinho:
Vou falar da realidade que eu conheço ( assim como vivo) melhor: - o futebol da e na Madeira.

São sobejamente conhecidas as ajudas ou subvenções governamentais que o Governo Regional da Madeira "legalmente" oferece aos principais clubes da região.
Coloquei legalmente entre aspas, sinónimo que não concordo com a politica desportiva do Governo Regional... mas quanto a isto, por aqui acabo, digamos que é outro assunto...

Pois bem, anos e anos destas "ajudas" e os clubes continuavam parados no tempo, disfarçavam esporadicamente com o apuramento para as competições europeias, com o completo esbanjar de dinheiros públicos em coisas fúteis, futebolisticamente falando.
Pois bem, o Maritimo finalmente modernizou-se.
Percebeu finalmente qual era o caminho e o destino a dar às subvenções públicas.
Construiu um Estádio à sua dimensão, à sua realidade, à dimensão dos seus adeptos e da própria ilha.
Fantástico.
Tem uma politica que está a dar grandes frutos para atrair sócios e adeptos ao seu Estádio.
Por 25, por 50 euros existem diversos pacotes, uma pessoa tem o bilhete de época. Para ser ainda mais comodo só falta mesmo acabar o parque de estacionamento.

Já o Nacional e o seu faraó, acabará mais cedo ou mais tarde por ter o mesmo destino que a UDLeiria!

È claro que o preço dos bilhetes é um factor dissuasor da presença de adeptos no estádio, mas creio do meu ponto vista que não é o principal... e aqui falo apenas do futebol profissional e não do futebol amador em que fala do preço de 5 Euros...
Para mim o principal factor que afasta as pessoas dos estádios é a televisão.
A televisão manda no futebol, manda nos horários do futebol. Coloca os jogos a horas estupidas.
Você, falou e bem... as distâncias...
A BTV veio resolver em muito essa questão dos horários, permitindo aos pais trazer as suas crianças aos estádios. Porque jogos a iniciarem-se as 21 horas de Domingo... quem é o Pai de Évora, de Castelo Branco, De Aveiro etc sabendo que na Segunda Feira é dia de trabalho, de escola desloca-se ao Estádio.
O jogo acaba não acaba, chegada a casa por volta das 2/3 da manhã...

Saudações Gloriosas

De Pinheirinho a 23.01.2017 às 14:27

Sei disso e bem, mas não é só a televisão é uma coisa chamada liga e a falta de tomates da mesma, em inglaterra tens jogos a começar à mesma hora e a serem televisionados, não interessa quem joga (sei que o futebol inglês não é o mais correto para esta comparação) mas é a realidade deles e bem.
Portugal perde ao achar que a pior coisa do futebol é o publico, se não eu explico.
Qual a equipa portuguesa que mais vezes joga fora à sexta feira?
Qual a equipa não grande que mais publico leva fora?
Guimarães para ambas as perguntas. porque será?
porque têm medo do publico do guimarães, o publico pagante mete medo, porque deixaram que certas claques fizessem o que querem (super dragões são vistos como senhores de bem e que tudo podem fazer)
Não sou contra as ajudas municipais a clubes, pelo de bem que trazem à região, principalmente publicidade, já o disse antes e volto a dizer, em certas regiões devia de existir apenas um clube, na Madeira o Nacional e o União são apenas come restos, andam ali a ver o que pinga.
a Madeira é um exemplo mor de uma região um clube, ou outros podiam existir como clubes formadores, no distrital, mas apenas um clube que represente toda a região podia ascender à primeira liga.
temos regiões em que certos clubes não fazem sentido, apenas andam ali a comer restos e acabam por não ser ninguém.
Algarve, que me desculpem os outros mas de todos os clubes devia de ter apenas 1 tem estádio, em condições e unindo-se os vários clubes teriam condições para ter um Clube de jeito, assim têm Portimonense, Farense, Louletano, Olhanense a comerem migalhas.
Setubal é o representante da sua cidade, mas não têm apoios da mesma, devia de ter, pois já representa uma inteira região, as que se aproximam mais neste momento são o Cova da Piedade e o Fabril no CNS
o que acontece em Guimarães e Chaves são exemplos que se deviam de aplicar a outras zonas, mas os donos dos clubes são orgulhosos e só defendem as suas cores como se não existisse mais nenhuma opção válida.
sei que estou já a divagar, mas mesmo assim acredito num campeonato a 20 clubes ou 18, mas com clubes a sério, porque não um campeonato nestas condições:
Benfica
sporting
porto
guimarães
braga
Chaves
madeira (Maritimo, Nacional, União)
algarve (Portimonense, Farense, Olhanense, Louletano)
setúbal
ribatejo (Torreense, Vilafranquense, Alverca)
coimbra
Viseu (ac Viseu, Tondela)
Aveiro (Arouca, beira mar, Feirense)
Matosinhos (Leixões, Rio Ave,)
Lisboa (Estoril, Belenenses, Atletico)
ainda existe o Alentejo,baixo e alto, Região de Leiria, serra da Estrela e outros clubes a norte que andam pelas nossas 1ª e 2ª liga a comer migalhas mas que distam a menos de 10 quilometros umas das outras.

Iam ver se não havia publico.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Dobradinha 2016/2017


26ª Taça de Portugal


Tetracampeões


TRICAMPEÕES


BICAMPEÕES


Triplete


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D



Links

UNIVERSO BENFIQUISTA

  •