Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



DE ETERNO BOMBEIRO, A TITULAR INDISCUTÍVEL

por BENFICA365, em 22.04.16

André Almeida de eterno bombeiro a titular indiscutível.

 

A carreira do André Almeida desde que chegou ao Benfica pautou-se sempre (e esta época não seria, dentro da normalidade das coisas excepção), por apagar fogos.

André Almeida era o bombeiro de serviço, pau para toda a obra, o chamado verdadeiro tapa buracos face às lesões, aos impedimentos federativos dos titulares, ou há tão defendida (até a exaustão) rotatividade. Atrás na defesa, tanto do lado direito, como do esquerdo, no centro do terreno, sempre extremamente útil e competente.

Um jogador muito útil no nosso plantel, jogador a bem dizer da casa, polivalente, presente, dedicado...que dá garantias a qualquer treinador. Uma mais valia!

 

Naturalmente, a combinação das suas principais mais valias: predestinado na competência e na polivalência, encaminhavam-no para mais uma época dentro da normalidade das anteriores.

Havia a tênue esperança no lado direito da defesa e no meio campo.

No meio campo tocou-lhe umas vezes ser parceiro de Samaris, mas chegou o Renato e acabaram-se as "experiências" no nosso meio campo.

No lado direito da defesa, o dono da posição dos últimos anos, saíu da pior maneira que um jogador pode sair do Glorioso, o mercado de transferências não se encontrava apetecível(?)e não trouxe ninguém, mas apareceu um jovem oriundo da Equipa B- Nélson Semedo com uma qualidade brutal que depressa fez-nos esquecer a traição do anterior dono da posição. Um diamante ainda por lapidar que empolgava qualquer Benfiquista.

A ascensão do puto foi tão meteórica que Fernando Santos convocou-o para a selecção. Voltou (gravemente) lesionado.

Como já é regra, honra e qualidade o "bombeiro" André Almeida, foi chamado ao dever!

 

Da polivalência às rotinas de uma posição, agarrou o lugar por mérito próprio, tem feito uma excelente época, ganhou a confiança do treinador e é neste momento a nossa melhor opção para o lado direito da defesa. Atitude, vontade e crença inabaláveis. 

Nelson Semedo, "apesar da selecção ter-lhe estragado a carreira", quero muito acreditar que ele voltará a mostrar todo o seu enorme talento mas neste momento encontra-se numa forma deplorável! 

O André Almeida neste momento está muito mais consistente no equilibrio entre defesa e ataque. È o dono indiscutível da posição!

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:05


O QUE FIZEMOS NÓS PARA MERECER A SORTE?...

por BENFICA365, em 21.03.16

Sorte!? Tanta Sorte, Benfica!

 

Portanto, segundo a merdia desportiva nacional, os dragartos, os frutanheiiros, os lagartos, os vascos, e todas as espécies primárias do anti-benfica e do anti-benfiquismo resumem o jogo ou a vitória do Benfica frente ao Boavista numa só palavra: Sorte...ou ainda em sinónimos da palavra Sorte em português e assim como no seu calão.

 

Com entendi que é muita gentelha a grunhir a defesa de tal feito ou apontar nessa direcção, no sentido de não valer-me de uma defesa em velhos e gastos mas suaves chavões:

"...também já perdi muita coisa nos últimos minutos..."

"...é só o Benfica que tem sorte e ganha nos descontos..."

"...até o apito final é jogo..."

"...só acaba quando o árbitro apitar para o fim..."

procurei saber o que o Benfica fez para merecer a Sorte ou a tanta Sorte no jogo de ontem e qual seria o meu veredicto.

 

  • Começando pelo banco, está lá um "não treinador", e não um catedrático - Veredicto: Sorte;
  • Na baliza, Júlio César foi "encostado" e joga um miúdo Brasileiro sem a experiência do internacional português ou espanhol que militam noutros grémios - Veredicto: Sorte;
  • A defesa esquerdo, o Eliseu e basta só isso para esta gentelha chegar para novo veredicto - Veredicto: Sorte;
  • A defesa central jogou Samaris, uma adaptação de um "8" que depois passou a "6", logo -Veredicto: Sorte;
  • Ao lado de Samaris jogou outro miudo, de 4º na hierarquia a 1º. Um miudo que falta capital de experiência, incapaz de "penaltiar" como os tóneis desta vida, mas que não foge de dentro de campo como um maicon- Veredicto: Sorte;
  • Na defesa direito jogou um miúdo que a selecção nacional (para já) estragou-lhe a carreira, sem ritmo - Veredicto: Sorte;
  • Na posição "6" André Almeida que ontem até foi o Capitão, mas que é curto para titular, foi adaptado, é defesa direito/esquerdo, limitado técnicamente, nem todos nasceram "wc" - Veredicto - Sorte;
  • A encher o meio-campo um puto que registou-se 5 anos após o seu nascimento, foi provocado, agredido e ainda assim não levou com o cartão amarelo  da parte do Boi da partida- Veredicto: Sorte;
  • Como médio direito jogou Sálvio que está sem ritmo, um treinador catedrático colocaria o Guedes ou Carcela - Veredicto: Sorte;
  • Como médio esquerdo jogou Pizzi, que está em baixo de forma, é uma adaptação, foi caro... - Veredicto: Sorte;
  • Em cunha com Jonas jogou Mitroglou...espera Mitroglou não jogou, e de propósito,  jogou antes "metade" do tosco do Jimenez. Sofre da amargura de ser um Eliseu que joga na frente, e de não jogar completo, a outra metade anda por Madrid Veredicto Sorte;
  • Jonas esse jogou e até marcou. Provavelmente Jonas já esqueceu os tempos em que chegou à Luz como um triste dispensado e desempregado do "team peter lim", vive  agora momentos de fortuna e de glória: 27 jogos, 29 golos, 0 cotoveladas e regresso ao escrete canarinho. Ainda assim Jonas está longe da qualidade de um "celemane", de um "guterres" ou de um "cacelheiros" - Veredicto: Sorte;
  • Talisca é como Eliseu, só que em Brasileiro e não engorda - Veredicto Sorte;
  • Carcela, pela primeira vez na vida disputou uma bola de cabeça, ganhou-a e logo com uma assistência para golo - Veredicto Sorte;
  • E um puto sérvio, que tem uma "gaja" boa...e isto das gajas boas - Veredicto Sorte;

 

Em resumo, com um "não treinador", com jogadores limitados e adaptados, suplentes, velhos, crianças esfomeadas por cerelac, "eliseus" e "taliscas" e ainda com um Presidente "silencioso" que não entende nada de "facebooks" é mesmo uma Sorte do caralho, uma equipa destas ganhar ao Boavista.

È uma Sorte do caralho o Benfica dos problemas que lhe são causados transformar todos eles em oportunidades!

 

E por falar em sorte: SOU BENFICA!

 

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00


O FOCO É SEMPRE O PRÓXIMO JOGO!

por BENFICA365, em 22.02.16

Ponto prévio - O próximo jogo é sempre o mais importante. Daí o jogo com o União da Madeira é o mais importante. Nesse jogo desperdiçar pontos dá prisão!

 

Encosta-se brevemente o dérbi no wc, e se Jardel, André Almeida e Renato Sanches virem um cartão amarelo na partida, da próxima jornada, diante o União, em jogo da 24.ª jornada da Liga, ficam automaticamente de fora do dérbi do wc.

Espero que estejam todos os três disponíveis para o dérbi, obviamente ficamos mais fortes, mas a presença dos três no wc  poderá ser à custa de "poupanças" no próximo jogo? 

Encosta-se também o jogo da Champions, frente ao Zenit. Jardel e André Almeida não contam, é necessário dar minutos/ competição aos seus substitutos, Nélson Semedo ou Sílvio e Lisandro.

 

Acredito que Rui Vitória enfrenta um "saudável" dilema. Ou arrisca numa partida que de principio existe um desequilibrio natural de forças e grandeza, frente ao União na Luz e procede às alterações que entender necessárias, protegendo assim os jogadores em risco para o dérbi, ou "joga"  sem arriscar frente ao mesmo União, porque o foco principal é sempre o próximo jogo.

Dos três jogadores "à tabela", é obvio que o caso do  Renato é distinto. O futebol do Benfica não começa nem acaba em Renato mas tem muito dele, para mim, Renato tem de jogar no wc, mas também tem que jogar frente ao União.

Repito que o próximo jogo é sempre o mais importante, eu não entraria em demasiadas "poupanças". Apenas colocaria Nélson Semedo no lugar do André Almeida até porque é preciso "preparar" o Semedo para o jogo da Champions.

 

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:20


O FOCO É SEMPRE O PRÓXIMO JOGO!

por BENFICA365, em 22.02.16

Ponto prévio - O próximo jogo é sempre o mais importante. Daí o jogo com o União da Madeira é o mais importante. Nesse jogo desperdiçar pontos dá prisão!

 

Encosta-se brevemente o dérbi no wc, e se Jardel, André Almeida e Renato Sanches virem um cartão amarelo na partida, da próxima jornada, diante o União, em jogo da 24.ª jornada da Liga, ficam automaticamente de fora do dérbi do wc.

Espero que estejam todos os três disponíveis para o dérbi, obviamente ficamos mais fortes, mas a presença dos três no wc  poderá ser à custa de "poupanças" no próximo jogo? 

Encosta-se também o jogo da Champions, frente ao Zenit. Jardel e André Almeida não contam, é necessário dar minutos/ competição aos seus substitutos, Nélson Semedo ou Sílvio e Lisandro.

 

Acredito que Rui Vitória enfrenta um "saudável" dilema. Ou arrisca numa partida que de principio existe um desequilibrio natural de forças e grandeza, frente ao União na Luz e procede às alterações que entender necessárias, protegendo assim os jogadores em risco para o dérbi, ou "joga"  sem arriscar frente ao mesmo União, porque o foco principal é sempre o próximo jogo.

Dos três jogadores "à tabela" é obvio que o caso do  Renato é distinto. O futebol do Benfica não começa nem acaba em Renato mas tem muito dele, temos mais pulmão, dinâmica, cobertura defensiva no centro do terreno, fruto do futebol do Renato. Para mim, Renato tem de jogar no wc, mas também tem que jogar frente ao União.

Repito que o próximo jogo é sempre o mais importante, eu não entraria em demasiadas "poupanças". Apenas colocaria Nélson Semedo no lugar do André Almeida até porque é preciso "preparar" o Semedo para o jogo da Champions.

 

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:13


PERDIDO POR UM, PERDIDO POR MUITOS

por BENFICA365, em 29.10.15

Pizzi, Talisca há muito que são mais problema do que solução...

Acredito que André Almeida, é muito mais útil na lateral direita do que no centro do terreno...

 

E perdido por um, perdido por muitos, nada se perde apostar num meio campo composto por Samaris e Cristante frente ao Tondela para a Liga NOS.

E com o castigo europeu de Samaris...

E perdido por um, perdido por muitos, nada se perde apostar num meio campo composto por Cristante e Renato Sanches frente ao Galatassaray para a Liga dos Campeões.

 

Jà declarei as minhas intenções de treinador de bancada junto aos Benfiquistas que me são próximos, (e agora partilho-as com outros Benfiquistas mais), recebi deles feedbacks do tipo:

«...há um pouco de razão na tua loucura....mas não»;

«...Lembra-te, escolhas erradas resultam em arrependimentos e frustrações...»;

«...ou vai ou racha...perdido por um, perdido por muitos...»;

«...é preciso um golpe de loucura na cabeça de Rui Vitória...não, não e não»;

 

Se Rui Vitória continua tentando e tentando, errando porquê não experimenta os putos? O italiano e o português. Por fim até pode acertar!... Reconheço tanto num como noutro qualidades para impor e fixar o seu futebol na equipa do Benfica.

Podem apontar a falta de experiência dos putos, porém como não se pode criar experiência, é preciso passar por ela, e só se passa por ela jogando. 

È  lançar os putos às feras!!!

Porra! Ando tão saturado, copioso, irritado, desesperado com as inúmeras oportunidades dadas sempre aos suspeitos do costume e incessantemente com a mesma amargura de resultados, que perdido por um, perdido por muitos, nada se perde (a não ser mais da mesma frustante porcaria) que a criação de algo novo na equipa do Benfica é consumada e despertada pelo instinto desta minha necessidade pessoal.  Quero ver algo novo, arriscar se(m)edo,  nem que depois o resultado da experiência alçancado não seja o desejado...

 

Aquilo que deveria ser uma aposta na formação de forma gradual, equilibrada, ponderada e integrada num colectivo forte, coeso, experiente e competitivo acabará por ser uma medida agoniante, de desespero e completamente inversa ao que se desejava. Pois os putos têm que ser lançados improgressivamente e em catadupa face à vão e débil resposta de muitos dos elementos do plantel principal quando chamados a jogo e face também a um colectivo "esfrangalhado", desarmónico e desligado entre sectores. (obrigado pela dica filosófica Iliustre Isaías)

Não é para ter dores de crescimento!? São inevitáveis!? Então que sejam dores significantes diante do volume de sofrimento que vou/vamos passar! Crescer custa, demora, esfola, mas compensa. Que se lance os putos às feras!

Por mim: Carrega Cristante, Carrega Renato!

 

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:55


È MESMO O ANDRÉ ALMEIDA!?

por BENFICA365, em 27.09.15

Rui Vitória esta(va) desde o inicio da época à procura de um parceiro para juntar ao Samaris  no miolo do terreno...

Esta(va) à  procura de um parceiro para jogar à sua frente, na posição 8.

Mas perante as recentes exibições de André Almeida, como a de hoje frente ao Paços de Ferreira, e também a de Domingo passado no covil de contumil, afinal parece que não nos falta(va) um 8! Falta(va) sim, encontrar um 6!

Será que para Rui Vitória, o parceiro do Samaris está (finalmente) encontrado!? È mesmo o André Almeida!?

Como também está encontrado o jogador da posição 8, o próprio Samaris!? 

 in:http://aspapoilasdobiscaia.blogspot.pt/

 Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:11


DIZER NÃO, QUANDO É NÃO!

por BENFICA365, em 03.09.15

Terá Luis Filipe Vieira aprendido a dizer não?

 

  • «Vieira diz não a 10 milhões de euros pelo jogador Luisão» - Noticia Rascord

 

  • «...SAD encarnada rejeitou vender o jovem médio Cristante por uma proposta  entre 16 a 20 milhões de euros...» - Noticia Rascord

 

  • «...Rui Vitória "ganha" Gáitan...» - Noticia Rascord

 

  • « Vieira impede saída de Almeida» - Noticia CM

 

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:28

A Académica de José Viterbo vinha a causar sensação pelos resultados obtidos desde que este chegou ao comando técnico da equipa, mas o Benfica este Sábado não deu hipóteses, cedo começou a arrasar a baliza da Àcadémica, aos 19 minutos já Jardel, Jonas e Lima colocavam o Benfica a vencer por 3-0. Vinham abaixo, caiam com estrondo e muito cedo os "estudantes".  Foram 20 minutos avassaladores e eficazes . "Exame resolvido" muito cedo...

O ritmo continuou avassalador, frenético, com nota artística, a Académica só tirava bolas da sua área, o resultado pecava por escasso ao intervalo. Na 2ª parte perante o avolumar do resultado e o festival de oportunidades desperdiçadas,  Jorge Jesus decidiu dar minutos a Fejsa que regressou à primeira equipa muitos meses depois de se ter lesionado, e ainda houve tempo para estrear Jonathan. E como se de um conto de fadas se trata-se Fejsa deixa a sua marca, Fejsa volta com um golo, assina o 5º golo do Benfica. E foi a loucura em cima do jogador, abraços e emoções, todo um reconhecimento, um simbólico tributo por parte dos companheiros de equipa. Um justo e merecido prémio!

... E a nota final ? ... Essa foi artística.

Fomos "muita fortes" colectivamente, mas como gosto sempre de por aqui destacar um ou outro jogador , contudo para não andar sempre a elogiar  os mesmos: os Picassos, os Artistas, os "meninos bonitos", os de qualidade técnica assombrosa, os "MVP´s" vario e hoje destaco o Jardel e o André Almeida, jogadores aos quais carinhosamente apelido de "patinhos feios".

 

Jardel, de óptimo suplente a competente titular! O melhor elogio que posso fazer ao Jardel é perguntar alguém "lembrar-se-á" do Garay? Não tem saída de bola com qualidade, e nos jogos de maior competitividade é evidente, mas defensivamente é competente,  é forte com uma passada suficientemente rápida e larga para se poder impor aos adversários e com a regularidade dos minutos jogados melhorou uma das suas lacunas: o posicionamento. E agora com selo de central-goleador, não quero cometer uma imprecisão mas creio ser o 4º golo do brasileiro no campeonato.
André Almeida, sempre que é chamado para substituir uma peça no onze, corresponde, diz presente, desempenha essa missão sem que ninguem dê por falta da peça "substituida". Por vezes até desempenha-a com mais qualidade. Que mais valia que ele é! Sabe muito das ideias e tem capacidade de interpretá-las de Jorge Jesus: dos comportamentos defensivos: colectivos e individuais que este pretende para as suas equipas. E até no jogo de hoje, só para contrariar aquilo que aponto-lhe como uma sua lacuna: a fraca  capacidade técnica para contribuir em termos ofensivos, para ser mais justo a pouca propensão ofensiva que empresta ao jogo, isto  claro comparando com os outros laterais do plantel, foi desmentida por duas vezes: primeiro numa brilhante assistência/ cruzamento com o pé esquerdo para o 2º golo do Benfica, o primeiro do Jonas e num segundo momento , através de nova assistência para golo após uma belissima jogada de envolvimento colectivo  com um aprimorado "devolve- devolve" até a finalização do nuclear Jonas. Que assim seja para continuar em Bélem desta vez pelo lado direito face à ausência do Maxi.

 

Não quero procurar chifre em cabeça de cavalo mas sofrer um golo , frente à Académica, no seu único remate no encontro e já com o Nacional passou-se um situação (quase) idêntica... mas porra custa muito que as nossas exibições sejam mais perfeitas.

A exibição foi de luxo, e sabe sempre bem golear, mas a alma, essa permanece inquieta e agitada, são muitos anos a virar frangos.

Dia 18 às 18 horas à mais. Isto será como o Mister Jorge Jesus afirmou até ao fim, palmo a palmo. Todos a Bélem, todo o Colinho è bem vindo.

 

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:00

Duas coisinhas antes de escrever sobre o jogo, sobre os nossos jogadores, sobre o nosso treinador, sobre os nossos adeptos. Duas coisinhas antes de escrever sobre a NOSSA EQUIPA!

 

A primeira vai logo para o desânimo do lagartêdo e dos dragartos, mas o melhor era mesmo vê-los antes do "seu jogo" iniciar-se, celebravam e assinalavam o dia em que deram 7-1 ao Campeão Nacional e vencedor da Taça de Portugal dessa época.

È já contavam com a vitória frente ao Moreirense, como também com a derrota do Benfica...

Eles planeavam juntar-se aos torcedores da agremiação corrupta para atormentar o coração de todos os Benfiquistas presentes, e puxar pelo seu anti-benfiquismo.  Cardozo assim não quis a vitória antecipada dos lagartos, e estes tristes, melancólicos, incrédulos foram cabisbaixo para casa e deixaram os seus amigos torcedores da agremiação sozinhos, entravamos a ganhar, respirava-se melhor, muito melhor.

A segunda vai para o meu acto de contrição, assim, que vi a equipa inicial com a presença de Lima, eu treinador de bancada me confesso, que cada vez menos vou percebendo disto, e ao nosso treinador o meu pedido de desculpas, uma coisa é o que eu quero, outra coisa são as  opções de Jorge Jesus baseados no seu trabalho diário com os jogadores e nas estratégias definidas para enfrentrar os adversários, colocando dentro de campo aqueles em que ele acredita que melhor interpretarão essas mesmas estratégias.

 

Quanto ao jogo...

logo aos 2 minutos André Almeida vê o cartão amarelo, condicionando-o para o jogo, abem dizer o jogo todo.

A facilidade com que a bola entrava nas costas da nossa defesa era absurda,  parecia que não tinhamos antídoto para afastar o perigo da baliza de Júlio César, porra já pensava que iria ser mais do mesmo. As boas sensações que tinha para este jogo começavam a desfalecer.

Mas as coisas foram serenando ( e eu também), e lá surge o nosso 1º golo, um golo vindo do nada, um golo aos trambolhões, mas F0D@-S€ é GOLOOOO! E contra estes gajos tudo conta!

Curioso, que após o golo voltei a ficar nervoso, nervossisimo, só queria chegar ao intervalo a ganhar, 38m,39m,40m,... 46m, INTERVALO! 

Estavamos na frente...

Precisava mesmo do intervalo, precisava de um momento de pausa, assim pensava, nada mais absurdo e falso.

Era hora de todos os treinadores de bancada expressarem a sua estratégia para a 2ª parte, e eu não queria de deixar de expressar a minha , foi um intervalo plural e intensamente vivido da fé e crenças de cada Benfiquista.

Eu tinha fé num golo do Talisca, logo de entrada iamos apanhá-los desprevenidos. Mas também com um mau presságio, tinha um ruím pressentimento: André Almeida seria expulso, e a expulsão chegaria fruto da "pressão das bancadas", mas guardei-o (o mau presságio) só para mim, não fossem depois culpar-me por eventual acontecimento.

 

Acaba o intervalo. Começa a 2ª parte...

pouco ou nada foi dito ou "vivido" até ao nosso 2º golo, Lima na recarga a remate de Talisca, não festejei imediatamente, tinha receio que a bandeirola estivesse levantada, não estava, festejei mais tarde que os outros, GOLOOOO! GOLOOOO!, quem festejou logo, voltou a festejar. LINDOOOO!

Estava eufórico, entrava quintero, e o cigano na agremiação corrupta, mas a equipa estava coesa, o "velho"  estava frio e transmitia segurança à sua linha defensiva, o quarteto defensivo estava competentíssimo e organizado, o grego realizava a sua melhor exibição, os outros ?(Enzo & companhia) são simplesmente os outros.

O tempo corria, eramos muito mais grupo, não deslumbrava maneira alguma de a vitória escapar-nos.

Até que ao minuto 74, Luisão, que aqui tenho defendido que é o único jogador que não poderia lesionar-se por não termos ninguém à "sua altura", neste momento o nosso Capitão é muito mais que um jogador...lesiona-se, CUM C@R@LH0 !!! 

Ao faltar sensivelmente 20 minutos para o fim do jogo, incompreensivelmente ( ou não) voltei ao meu estado pós 1º golo, ..76m, 77m, bola à barra, e golo, não, não, lá gritava alto e em bom som, È MÃO, È MÃO, C@R@LH0, MÃO, porra o macaco do apitador parecia surdo!

Golo bem anulado, respira fundo!  78m, 79m mais um cruzamento, 80m, 81m bola outra vez na barra, TIRA A BOLA DAÍ C@R@LH0!!! assim não vai dar...87m, 88m ,89m , 90m, FOD@-SE MAIS QUATRO MINUTOS, ...ACABOU!!!

 

Festa, nas hostes Benfiquistas da aldeia. 

Quando sentados no café com os amigos destas andanças Benfiquistas e se festeja efusivamente, com abraços, com "give me fives" como se no estádio estivessemos  não se pode pedir muito pois não? Coral, Poncha de Lima, Poncha à Pescador, Poncha de Tangerina, Macia, etc, tudo doseado q.b. porque primeiro ninguém é campeão à 13ª jornada, e mesmo com o Natal à porta, amanhã é dia de escola, ainda!

 

Quanto à minha apreciação individual dos nossos jogadores, do nosso treinador, dos nossos adeptos, do macaco preto e outros:

  • Júlio César: Velhos são os trapos, presença, frieza, tranquilidade, segurança;
  • Maxi: Foi um Maxi de tracção atrás, não atacou, foi uma autêntica carraça de Ibrahimi. Secou completamente o homem;
  • Luisão: Comandante enquanto esteve dentro de campo, não houve Jackson, implacável marcação, espero que a lesão não seja nada grave;
  • Jardel: sinceramente, gostava de ter outro central a jogar ao lado do Grande Capitão, mas porra digam lá quem é o 2º melhor central a jogar na Liga Portuguesa, melhor digam três melhores que o Jardel ( Luisão não conta);
  • André Almeida: que bem te fez o amarelo logo de entrada, competentissimo,
  • Samaris: Aos poucos e poucos, este Manel parece ser mais lento na aprendizagem, mas podem crer chegará lá, hoje foi a exibição mais conseguida de águia ao peito, cada vez mais barato e cada vez menos inadaptado;
  • Enzo: acima de tudo espero que não tenha sido o último jogo para a liga do nosso pulmão;
  • Gaitán: Está muito mais maduro, e muito mais jogador de equipa, dos melhores em campo;
  • Sálvio; competente e solidário a ajudar maxi, mas pouco Sálvio na frente;
  • Talisca, está a faltar o "golo" que o caracterizou no ínicio de época, mas hoje foi capaz de ter bola, de a segurar, de a soltar nos momentos certos, afinal Talisca poderá não ser só "golo".
  • Lima: pelos golos tem que ser um dos homens do jogo, aposta ganha do Jorge Jesus;
  • César: não é fácil substituir Luisão;
  • Ola John e Pizzi, nada relevante nos poucos minutos que ambos jogaram.
  • Jorge Jesus, és tu que trabalhas com os jogadores ponto, és tu de quem mais preciso para que o Bi-Campeonato seja possível, ponto! Competente na estratégica, feliz ao contrário das outras vezes;
  • Adeptos merecedores desta vitória, pelo som da televisão o apoio foi incondicional. Que belas gargantas!;
  • Milagre! Não houve apitagem!  Sinceramente não me lembro que  após um jogo entre o meu/nosso Benfica e agremiação corrupta, não falar de apitagem. Dos jogadores, treinadores, presidentes  não falaram de apitagem, de cumentadeiros e paineleiros da tv não falarem de apitagem. Quem diria o Boi do Jorge Sousa "passou ao lado do jogo". HOUVE ARBITRAGEM! Mas calma, muita calma, Benfiquista que se preze está sempre desconfiando destes gajos;
  • Os outros, realmente tem um conjunto extraordinários de individualidades, indi internacional holandês, os laterais e caceteiromiro internacionais brasileiros, ibrahami a estrela africana, cigano assistente de Cr7 na selecção do Mendes, jásun internacional colombiano, quintero, oliver, tello promessas mundiais, aboubakar é um diamante negro por lapidar, na bancada um jogador vice-vencedor da última liga dos campeões, faltará-lhes um treinador?.

 

Esta vitória merece  os meus mais rasgados elogios, foi uma vitória do grupo, uma vitória do nosso treinador ( já a merecia), mas atenção esta vitória não dá-nos garantias de nada. As vitórias tem que continuar a acontecer nos próximos jogos.

 

p.s. Gostei muito de ver o Luis Filipe Vieira na tribuna presidencial.

 

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:35

O jogo esteve amarrado na 1ª parte, pouco risco à procura da vitória de parte a parte, bem o Benfica, bem Jorge Jesus, no início da 2ª parte mostramos os dentes ao russos, chegamos a controlar o jogo, bem Jorge Jesus nas indicações ao intervalo à 7ª tentativa até tinha acertado no gajo para marcar o "ulque", mas depois...

 

Jorge Jesus faz a substituição que só ele poderá explicar e pior fez a substituição que permitiu o Zenit sair por cima, e vir para a frente. E com a qualidade de alguns jogadores que alinham pelo Zenit basta uma única oportunidade. Jorge Jesus desamarrou o jogo, entregou o controlo do jogo aos russos porquê? Para eventualmente termos mais espaço para contra atacar quando o dominio do jogo era nosso? Despovoar o meio campo e fé em Jesus?

Que momento de iluminação Jorge Jesus, f0d@-s€!!!!

André Almeida não merecia esta burrice do mestre da táctica.  A equipa não merecia esta burrice do mestre da táctica, eu e julgo que todos os Benfiquistas não mereciam esta burrice do mestre da táctica.

 

Prognósticamente, agora (resta-me) ser alemão até a morte, "ne pas Mónaco" e na última jornada apostar tudo que vamos fazer o nosso trabalho frente a esses mesmos alemães, e que os mesmos russos que nos derrotaram sejam capazes de fazer o mesmo frente ao Mónaco para que pelo menos possamos seguir na Liga Europa. Eu "acardito".

 

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:56


Dobradinha 2016/2017


26ª Taça de Portugal


Tetracampeões


TRICAMPEÕES


BICAMPEÕES


Triplete


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D



Links

UNIVERSO BENFIQUISTA

  •