Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




SOBRE OS QUE FICARAM EM TERRA...

por BENFICA365, em 17.07.15

Rui Vitória deu a cara, fez o primeiro emagrecimento do plantel e deixou em "terra": César, Hany Mukthar, Murrilo, Pélé, Derley e ainda os " pré dispensados" : Ruben Amorim, Rui Fonte, Candeias , Diego Lopes etc.

 

  • César:

O jogador deixou-me com uma péssima impressão na pré-época 14/15, no entanto ficou com um valente  "joker", afinal eram jogos de pré época, estava no seu tal periodo de adaptação e ainda por cima jogou ao lado do Sidnei. A dupla de centrais cedo ficou definida, assim como sua hierarquia, Luisão lesionou-se e quando pensei que Lisandro entrava de caras, César repartiu as oportunidades, e para seu azar quando estava a justificar a sua contratação lesionou-se e aí já não havia nada a fazer. Não concordo com o empréstimo para o Brasil. O jogador acabará por ficar esquecido, jogado num canto qualquer daquele enorme (e distante) país. Que eu auguro que é o que vai acontecer. Exemplos de Airton, Felipe Bastos entre outros. A bem de César o empréstimo deverá ser feito para um clube europeu, falou-se no Troyes de França...e porque não. A acontecer a cedência do jogador para o Brasil, César acabará certo, como sendo (apenas) mais um que passou por cá...

  •  Hany Mukthar:

Surpresa q.b., numa zona de terreno onde existe quantidade na qualidade ou imenso potencial: Djuricic, Guzzo, Taarabt e ainda Pizzi e o João Teixeira podem pisar os mesmos terrenos. Logo a vida à partida estava dificil para Mukthar. Para mim a escolha passava entre ele e o Guzzo, Rui Vitória optou pelo Guzzo.  A equipa B não será a melhor opção, é curto, Mukthar precisará de evoluir e ganhar traquejo de 1ª liga. O empréstimo a uma equipa da 1ª liga será um mal menor, o empréstimo a uma equipa de uma liga superior à nossa será o ideal.  Procurar uma solução, experiência ao Mukthar um tanto idêntica à que asseguramos ao Rodrigo no Bolton será o mais acertado.

  • Murrilo:

È um completo mistério, um  valor (jovem) desconhecido da minha parte tanto para o bem como para o mal. A opção foi (imediatamente) emprestá-lo ao Tondela e com a opção de resgatá-lo logo em Janeiro... deduzo que os responsáveis do Benfica sabem que o potencial do jogador pode "explodir"  a qualquer momento. Se fosse feito o contrário, i.é. Murrilo ficar por casa (na equipa b), conhecê-la, saber o que a casa gasta, a exigência da casa, etc e depois colocá-lo na equipa principal ou um empréstimo também não era mal visto.

  • Derley:

Todos nós temos um q.b, de teimosia muitas das vezes mesclada ou entendida como sabedoria. Derley é a minha teimosia. È certo que não rendeu, pelo menos o que eu espera, não tanto por culpa própria mas sim pelo alto rendimento da convivência entre Jonas e Lima na frente de ataque. Mais de 50 golos entre os dois é muito golo. Por mim quem ficava em terra seria o Nélson Oliveira e seguia Derley. Que tenho sucesso nesta nova etapa. Se possível que "deixe" por cá  uns €€€€€.

  • Pélé:

Julguei-o com um dos "pré dispensados", Rui Vitória resolveu adiar o seu mais que provável destino. Enquanto o Benfica apresentar qualidade naquela zona: Samaris, Fejsa ou até André Almeida e Lindelof, o "vigoroso" Pélé andará de empréstimo em empréstimo. E o meu lado de "mauzinho" diz-me que (muito) mal andará o Glorioso quando Pélé for opção no clube. Estarei aqui para desculpar-me, para fazer o meu acto de contrição  se estiver enganado.

 

Por fim uma palavra de apreço ao "pré dispensado" : O Benfiquista Rubén Amorim:

È pena que desde o berço tenha como nome "Rubén Lesões Amorim". Impressionante a forma como Amorim "se entrega" às lesões. Lesões essas que o impediram de afirmar-se como um titular indiscutível no Benfica ou no futebol. Todas as garantias que um jogador como Amorim  presta a uma equipa, a um plantel e principalmente ao jogo, quando este está bem, na sua plenitude física são uma mais valia para qualquer treinador e um gozo/delicia para os adeptos que admiram o "jogo"  de jogadores inteligentes. No Benfica Rubén Amorim ainda acrescentava algo mais: a Mística e o Benfiquismo. O Ruben Amorim vai fazer muita falta, aliás faz sempre falta, (não apenas como jogador) mas entendo perfeitamente esta decisão. E acredito que ele também o entenderá e fico feliz por isso. È Benfiquista e inteligente o suficiente para perceber as coisas como realmente são. Está "livre" para negociar o seu futuro, que tenha sorte desportivamente e financeiramente. Rubén Amorim merece!

 

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:03



Dobradinha 2016/2017


26ª Taça de Portugal


Tetracampeões


TRICAMPEÕES


BICAMPEÕES


Triplete


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D



Links

UNIVERSO BENFIQUISTA

  •