Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O PARCEIRO DO SAMARIS

por BENFICA365, em 16.09.15

Vamos chamá-lo de oito "8"! Ou o jogador da posição oito "8"!... Ou ainda o segundo médio!

 

Os problemas (mais) significativos que o futebol do Benfica enfrenta quer defensivamente, quer ofensivamente passam pela posição oito"8" no sistema 1-4-4-2.

Não temos parceiro para Samaris! Ou pelo menos o mais indicado!

Pizzi, e Talisca são os que têm sido chamados a fazer par com o grego, mas depois de algum tempo, depois de alguns jogos, do meu ponto de vista nenhum deles casa na perfeição ou perto disso com Samaris. Ou que pelo menos acompanhe o grego! Não funcionam, não resultam! Se ainda pudessemos fazer uma fusão das melhores características de Talisca e Pizzi... mas como diz um outro treinador de bancada que respeito muito; «... os dois juntos não dão um bom jogador..»

 

Nem o brasileiro, nem o português mostram ser capazes de ter preponderância na equipa e no jogo do Benfica. 

Nenhum dos dois tem a capacidade, o pulmão, a consistência e a intensidade que define a posição oito "8". A capacidade de estender o jogo para os avançados e para os extremos. A capacidade para recuar e apoiar em momentos de transição defensiva. Intensidade e capacidade de choque. Inteligência  para definir os momentos em que acelera ou diminui os tempos do jogo. Capacidade de oferecer várias linhas de passe. Tudo isto de preferência ao longo de 90 minutos e jogo após jogo.

 

Talisca dá-me sempre a sensação que está ausente do terreno de jogo, diria até perdido na imensidão do meio campo. Vícios "brasileiros" que simplesmente teimam em não desaparecer !? Não justificam tudo.

Apoiar Samaris nas transições defensivas, não contem muito com ele. Não é ali  na posição oito "8" que podemos retirar o melhor do jogo do Talisca: o remate (Talisca tem golo), o último passe e quando este vem embalado em corrida de trás para a frente. Com Talisca, Samaris acaba as partidas "num farrapo". Samaris simplesmente esgota-se com esta parceria. È muito meio campo para um "Samaris" só!

 

Pizzi é capaz de  transportar o jogo na situação que o adversário tenha a postura de autocarro, é um jogador que toca bem a bola para os lados e para trás. Mastiga muito o jogo, não é um jogador vertical, de passada larga capaz de em segundos "queimar linhas". È um jogador curto. Defensivamente tem muito que aprender, ainda assim muito melhor que Talisca nesse capitulo.

Com Pizzi, Samaris resguarda-se, não se dá tanto ao desgaste. Deixa-o mais confortável dentro de campo, no entanto corre-se o risco de a equipa perder capacidade criativa. Porque se Samaris não é o perfeito seis, Pizzi também não é o perfeito oito. O jogo ofensivo fica muito mastigado/ previsível na primeira fase de construção.

 

Já no próximo Domingo, e ao longo da época o parceiro do Samaris, o segundo médio será o calcanhar de Aquiles do futebol do Benfica.

 

Eternamente Sport Lisboa e Benfica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:24


3 comentários

De Hugo Resende a 16.09.2015 às 23:25

Tal como na época passada em jogos contra equipas modestas Pizzi ou Talisca podem ser suficientes e até admito que sejam a solução indicada. No entanto em jogos que pedem maior agressividade defensiva e onde a equipa é sujeita à pressão do adversário estes jogadores não são os indicados para aquela posição.

Para mim a solução nesses jogos passa por juntar Fejsa e Samaris e colocar Jonas ou outro jogador a 10. A vir buscar o jogo mais atrás ou a vir de trás para frente a dar linha de passe para um avançado que consiga segurar a bola. Se fosse na época passada diria que esta estratégia não resultava porque não tínhamos ninguém na frente capaz de segurar a bola. Este ano temos Mitroglou que é perfeito para este papel de único ponta-de-lança. Com ele podemos recuar a equipa mas mesmo assim ter soluções para sair para o ataque.

O que me preocupa mais para o Dragão é a inexperiência do flanco direito. Nelson Semedo e Gonçalo Guedes/Victor Andrade. Não sei se não seria mais aconselhável usar um jogador como André Almeida na defesa. Sendo um jogo em que se espera que os laterais não tenham ordem para subir no terreno parece o mais indicado. Em termos defensivos é o melhor lateral que temos.

De BENFICA365 a 17.09.2015 às 10:05

Caro Hugo Resende:

Pizzi dos dois ainda assim "dá-se" ou "mostra-se" mais ao jogo.

No covil da agremiação corrupta eu jogava assim:
Júlio César
N. Semedo Jardel Luisão Eliseu
A.Almeida Samaris Pizzi
Gaitan Jonas, jimenez

Colocaria Jimenez em detrimento de Mitroglou, porque acredito que será um jogo que ao contrário de outros vamos ter menos posse de bola e capacidade de servir, capacidade de colocar a bolinha em Mitroglou. Jimenez é mais ágil procura mais o jogo, não se dá tanto à marcação, acredito que o estilo de jogo o do jogador casam na perfeição.
André Almeida ainda não foi testado no centro do terreno por Rui Vitória, mas entre um hipotético reforço da zona central do meio campo apostaria no André para parceiro do Samaris.
Pizzi é para encostar ao flanco direito.

È o meu onze/táctica de bancada!

Saudações Gloriosas

De Anónimo a 16.09.2015 às 13:30

Eu apostava em Cristante. Visão de jogo, possante fisicamente e sabe vir atrás na ajuda ao 6. É o 8 que se procura.

Obrigado e Saudações!

Comentar post



Dobradinha 2016/2017


26ª Taça de Portugal


Tetracampeões


TRICAMPEÕES


BICAMPEÕES


Triplete


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D



Links

UNIVERSO BENFIQUISTA

  •